segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Kaoll & Lanny Gordin – Auto Hipnose [2010]


Criado em meados de 2008, o grupo de Música Instrumental “Kaoll & Lanny Gordin” tem como objetivo a valorização e difusão deste segmento no cenário musical. Influenciado por grupos dos anos 60 e 70 como “Pink Floyd”, “Jimi Hendrix” e artistas do Movimento Tropicalista, o projeto conta com a presença ilustre do lendário guitarrista “Lanny Gordin”, um dos pilares da própria Tropicália, participante de trabalhos memoráveis com Hermeto Pascoal, Gal Costa, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Jards Macalé, Banda Performática, entre outros.

Através de elementos da música brasileira e psicodélica universal, a banda apresenta um trabalho consistente de composições autorais presentes nos álbuns “Kaoll 04″ (2008) e “Auto-Hipnose” (2010), releituras de faixas do disco “Lanny Gordin” (2001), temas de jazz e blues, fusões e mantras contemporâneos. Além de Gordin, a formação conta com o guitarrista e idealizador do projeto Bruno Moscatiello, com o baterista Dokter Leo, além de Carlos Fharia no contrabaixo, Tiago Mineiro nos teclados/piano e Yuri Garfunkel na flauta transversal. O grupo tem se apresentado constantemente no circuito da capital, interior paulista e outras regiões do país, sempre com foco nos principais espaços dedicados à cultura da música instrumental.


A banda encontra-se em fase de divulgação de seu segundo álbum de estúdio intitulado “Auto-Hipnose”, que contou com a participação especial do exímio instrumentista brasileiro Michel Leme em duas faixas antológicas: “Groselha (O Sapato)” de Lanny Gordin e “Música Kármica” composta por Lanny e pelo próprio Michel. O disco revela a real experiência auditiva do universo experimental do grupo, propondo uma profunda viagem introspectiva aos apreciadores da boa música instrumental e trazendo o gênio da guitarra brasileira em um momento de total inspiração e liberdade criativa que permeiam o trabalho através de sutis melodias e improvisos extraordinários, além das já reverenciadas progressões de acordes que o notabilizaram como um dos grandes mestres da harmonia. Temas como “Horizontes”, ” Khan El Khalili” e “Flutuante” revelam o dna do grupo reforçando tendências já implícitas no primeiro álbum “Kaoll 04″.

Nenhum comentário:

Postar um comentário