sábado, 22 de outubro de 2016

Bebeco Garcia - Rio Grande Rio Blues [2005]

Yandex 320kbps



Origens

Bebeco Garcia nasceu em Rio Grande no dia 11 de outubro de 1953. Em sua cidade natal tocou com a banda A Farinha do Bruxo, mas logo se mudou para Porto Alegre, onde fez parte da banda A Barra do Porto, juntamente com o músico Mutuca. Em 1982 gravou com Mutuca & Amigos nos estúdios da ISAEC, ao lado do baterista Edinho Galhardi e do baixista Flávio Chaminé. Em 1983 Bebeco participou da gravação de Risco no Céu, LP de Carlinhos Hartlieb, como co-autor e guitarrista da música Nós Que Ficamos Sós, feita para John Lennon que há pouco tempo havia sido assassinado.
A farinha do Bruxo

Bebeco, guitarrista, cantor e compositor tocou com sua banda riograndina A Farinha do Bruxo, ao lado das bandas porto alegrenses Bixo da Seda e Almondegas e da banda catarinense A Comunidade que foi a última a se apresentar no espetacular 1º Festival de Música Pop ao Ar Livre, mostra coletiva de rock, no Estádio Renato Silveira do Guarani, na cidade de Palhoça, Santa Catarina, nos dias 19 e 20 de outubro de 1974.

Garotos da Rua

Em julho de 1983 Bebeco, Edinho, o saxofonista King Jim e o baixista Mitch Marini fundaram a banda Garotos da Rua, inicialmente tocando como a banda da casa no bar Rocket 88, um reduto do rock and roll de propriedade de Mutuca. O primeiro demo do grupo Sabe o Que Acontece Comigo? Foi gravada seis meses depois, com a entrada do baixista Geraldo Freitas e do guitarrista Justino Vasconcelos. Em seguida os Garotos da Rua iniciaram uma série de shows em Porto Alegre e percorreram mais de 50 cidades do Rio Grande do Sul.

No início de 1986 participaram da célebre coletânea Rock Grande do Sul, da qual também fizeram parte os grupos Engenheiros do Hawaii, Defalla, TNT e Replicantes. Ainda naquele ano ficaram conhecidos nacionalmente com a música To de saco cheio, o sucesso desta música além de fazer com que a banda se transferisse para o Rio de Janeiro, incentivou a gravadora RCA a lançar três LPs dos Garotos da Rua entre 1986 e 1988, através do selo Plug, dedicado a revelações do rock brasileiro.

Empolgados os músicos lançam seu primeiro disco, Garotos da Rua, que inclui Você é Tudo que Eu Quero, Sabe o Que Acontece Comigo? Babilina e Gurizada Medonha. Em1987 gravam o disco Dr. em Rock ´n´ Roll, e a música Eu Já Sei alcança grande sucesso em todo o país, ao fazer parte da trilha sonora da novela Mandala, da Rede Globo.

Em 1990, o grupo participou da trilha sonora da novela Gente Fina da Rede Globo com a música Bagda 40º, tema do personagem Maurício Em 1992, lançam o sensacional disco ao vivo Blues Climax 900 (Overseas/BMG) gravado no Clube 900 Executivo em Lages, Santa Catarina, onde Bebeco morou por algum tempo anos depois.

A formação original da banda teve fim em 1989 após o lançamento do disco Não Basta Dizer Não, de 1988, mas até 1994 Bebeco manteve o nome Garotos da Rua realizando show acompanhado por músicos convidados.


A barra do porto

No Auditório Araújo Vianna, o Festival da Primavera, onde A Barra do Porto se apresentou, abrindo o espetáculo que trazia Carlinhos Hartlieb, Fafá de Belém, Dominguinhos e Gilberto Gil como estrela máxima.

Logo, a primeira separação, com Bebeco seguindo com seus companheiros de Rio Grande e o nome da banda encurtado para A Barra. Enquanto Mutuca experimentava a vida de casado, com a jornalista Malú Guimarães. Bebeco se casaria com a artista plástica Delfina Reis

A seguir, em 1979, de Rio Grande vem Bebeco com Luis Tadeu de Marco (baixo) e o porto alegrense Ricardo Pinote (bateria), integram a nova banda que a essa altura só usava o nome Mutuca. O espetáculo de retorno aos palcos foi realizado no teatro do Instituto de Artes na Rua Senhor dos Passos.

Em novembro, o retorno da dupla cantor / guitarrista; Bebeco / Mutuca com os novos parceiros, o baixista André Gomes e o baterista Ricardo Pinote, com o espetáculo Óculos Escuros, que em 1980, já estava com Renato Machado (Canhoto) no baixo e Edinho Galhardi na bateria, o espetáculo cresceu, apresentando um cenário, de Beto Shuch e cartaz de Caiado Athanazio, passando a se chamar Óculos Escuros 2, estreando no Teatro de Câmara, na Rua da República. No espetáculo as músicas Blues Da Casa Torta, Declaração e Viagem A Saturno (todas de Nei Duclós-Mutuca), e também Os Meninos, Pecado e Óculos Escuros (todas de Bebeco e Ângelo Vigo).

Em 1981, com o grupo Mutuca & Amigos, formado por Mutuca, Bebeco, Flávio Chaminé no baixo e Edinho Galhardi na bateria, aconteceram às primeiras gravações no Estúdio ISAEC. Em 1982, a música Chove Em Porto Alegre, foi gravada e a Rede RBS fez um clipe para o quadro local do programa Fantástico, no domingo. Com direito a chamadas no sábado. Exposição com respeito. Tomadas na casa de Arthur Guarisse com chuva artificial. Música de Mutuca e Bebeco com letra de Dedé Ferlauto, dirigido por Alfredo Fedrizzi. A rádio Bandeirantes-fm começa a tocar Na Mesma Fogueira (composição de Mutuca com versos de Nei Duclós), com a apresentação de Mauro Borba.

Em 1983, no estabelecimento noturno para música de rock and roll, bar Rockett 88, no bairro Menino Deus, iniciativa de Mutuca, foi incubada a banda Garotos da Rua, que iria lançar nacionalmente Bebeco Garcia.

Carreira Solo

Em 1997 lançou Aleluia, Aleluia, disco que marcaria a transição do rock para o blues, e que abriu os horizontes para Bebeco que havia encerrado suas atividades com os Garotos três anos antes. A partir de 1999, ano de lançamento de Me Chamam Curto Circuito, Bebeco alternou períodos no Rio de Janeiro, em Porto Alegre e em São Paulo. Neste período lançou álbuns individuais como Bebeco Garcia & O Bando dos Ciganos (2001), Confidencial (2003) e Rio Grande Rio Blues (2005), sempre acompanhado do Bando de Ciganos, formado pelos músicos Egisto Dal Santo e Edinho Galhardi. Todos estes discos confirmaram a reputação do músico como um dos melhores guitarristas gaúchos.

Em 19 de maio de 2010, após uma operação para retirada de um tumor no cérebro no mês anterior, não resistiu às complicações pós-operatórias e faleceu no hospital da PUC-RS vítima de uma infecção generalizada. Durante seu sepultamento Egisto Dal Santo, seu amigo e parceiro musical fizeram uma homenagem ao cantor.


Influências e Reconhecimento

Bebeco Garcia levou seu talento por mais de 50 cidades do RS e teve seu trabalho reconhecido por vários artistas dentro e fora da música, e influenciou muitos jovens a correrem atrás de seus sonhos e nunca desistirem de mostra seu talento para o mundo, ele não nos deixou apenas uma lição de vida, mas sim um verdadeiro exemplo de um homem que decidiu ser músico e foi para o mundo correr atrás do seu reconhecimento.

Deveríamos agir mais como Bebeco Garcia e não nos deixar abalar pelas dificuldades que iremos encontrar no caminho, ele foi um grande exemplo para a nossa sociedade tão acostumada a optar pelo mais fácil, acredito que se Bebeco pudesse nos passar alguma mensagem hoje seria para que nunca desistamos de nossos sonhos, mas que possamos batalhar para que eles se tornem realidade.

3 comentários:

  1. Brigadaço,faz um tempão que estou á procura desse trabalho,de sem dúvida um dos maiores roqueiros do Brasil.Parabéns pelo ótimo site,fantástico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discaço. Conheci o trabalho do Bebeco na semana que postei esse álbum. É incrível como temos bons músicos "perdidos" Brasil afora.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...